terça-feira, 13 de novembro de 2012

As milhares de faces do Exército de Terracota


























Começo esclarecendo o título do post. Não pretendo dar uma aula de história (até porque não sei praticamente nada do assunto) nem explicar todos os detalhes envolvidos nas peças dessa exposição... "As milhares de faces do Exército de Terracota" apenas faz referência ao curioso fato de que cada um dos soldados tem um rosto distinto dos demais, como se seus traços fossem derivados da genética, responsável por sermos todos assim tão únicos. Da mesma forma, cada soldado do exército é único...

Mas comecemos do princípio. Para quem não sabe, como eu não sabia antes de ir à exposição, o Exército de Terracota é exatamente o que o nome diz, um coletivo de soldados  feitos a mão, que tem a terracota como matéria prima.


























O exército faz parte do túmulo do primeiro imperador da Dinastia Qin, que, não sei quantos anos antes de Cristo, foi o responsável pela unificação de reinos que fez surgir a China, liderando uma profunda reforma político administrativa.

O maior e mais luxuoso túmulo da China, com 56km quadrados, levou cerca de 38 anos para ser construído . Ao redor da cova do túmulo encontram-se outras centenas de covas com outros artefatos enterrados. Uma tentativa, supõe-se, do imperador de construir uma réplica subterrânea do seu império.

O Exército foi encontrado em 1974, cerca de 8mil peças de guerreiros e cavalos foram desenterrados. Entretanto, acredita-se que ainda há vários outros que continuam sob a terra.


Deixando a história de lado - porque, embora eu adore história, sei muito pouco dela e não tenho o grau necessário de cultura para dar uma de intelectual - e partindo para os fatos daquele dia...

Recebi o convite para ir ver a exposição, que, se não me engano, permanece em Palma de Mallorca por um ano, e sai da universidade direto para encontrar com meu pessoal querido. A entrada foi 10 euros, se não me engano... A princípio me pareceu caro, mas me vem o pensamento agora de que já gastei 10 euros com outras coisas bem supérfluas.


























(Percebam os rostos dos guerreiros e seus distintos traços.)


E, apesar de nem saber da existência do Exército de Terracota, antes de ser convidada a vê-lo ao vivo - Petra quase me mata por isso - valeu muito a pena. Um tanto a mais de conhecimento incorporado...

Um comentário:

  1. Ah, o Exército que mencionastes.

    Eu já assisti desenhos e filmes com menção ao Exército de Terracota, mas nunca pesquisei à fundo a história, apesar de me chamar muito a atenção.

    Gostei da seleção de fotos!

    O militarismo, principalmente o medieval ou mais antigo, sei lá, armas e armaduras, toda pompa, apesar de desaprovar por completo qualquer atitude agressiva e principalmente militar, acho que o ar trazido com esses assuntos é tão envolvente.

    Muito bacana, Flah!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...