segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Treinando o espanhol


Tenho que confessar que estou muito relaxada quanto à isso... Talvez por ainda ter na cabeça um pouco daquele mesmo pensamento que todo brasileiro tem: "Espanhol é muito fácil. Eu sei falar espanhol".

Os brasileiros pensam assim porque, sem muito esforço, conseguem entender grande parte de um diálogo em espanhol. O fato é que a maioria não consegue reproduzir. Entende-se por reproduzir: saber como se fala, saber falar, saber escrever.

O espanhol é realmente muito parecido com o português... Mas para uma pessoa de língua nativa como o inglês ou o russo é praticamente tão difícil de aprender quanto o próprio português! Sim, nós sabemos que nossa língua é uma língua difícil de aprender.

Assim como o português, o espanhol tem uma ampla variação de conjugações. Junta-se a isso o fato de que as orações não são compostas da mesma forma do português! Citando um exemplo simples, em espanhol o correto é dizer "a mi me gusta" tal coisa... Se formos analisar do ponto de vista do português o "mi" e o "me" juntos seriam um grande pleonasmo... Como dizer em português algo como "'na minha opinião, eu acho que' ela deveria terminar com o namorado"...

E você aí, que pensa que sabe falar espanhol, quero ver você tendo uma conversa com alguém que tem espanhol como língua nativa. Claro que vocês vão conseguir se entender, claro... Ele vai falar uma porção de coisas que você vai deduzir serem tais coisas pela semelhança entre suas línguas. E você vai falar uma porção de coisas erradas e ele vai entender exatamente pelo mesmo motivo.

O que nós estamos discutindo aqui não é a capacidade de comunicação e de falar o portunhol de ninguém. Falamos aqui sobre ser fluente, conhecer as expressões, as estruturas das frases, falar rápido como eles e conseguir enteder tudo o que eles falam com tamanha pressa.

Não sou expert em espanhol, gente. Ando bem longe disso e não é modéstia. Eu não sou fluente. Não mesmo. Mas todo o contato que já tive, e ainda tenho, com o espanhol me permitiu entender que, embora seja bastante parecido com o português, apenas escutar Laura Pausini em espanhol uma vez na vida não te faz o sabidão da língua espanhola...

Então, mostro aqui, rapidamente, o que eu faço ou já fiz pra treinar meu espanhol...

1. Ser a melhor aluna de línguas da sala de aula...

Não estou me gabando, não. O que eu quis dizer é que sempre fui a que tive mais interesse em aprender línguas, então eu era a que SEMPRE prestava atenção em todas as aulas, respondia desesperadamente todos os exercícios e que consequentemente dava pesca pra todo mundo no dia da prova de espanhol ou inglês. As aulas ajudam muito, principalmente na parte de gramática...



2. Escutar músicas...

Eu amo essa música da Laura. Na verdade eu amo todas da Laura!
Vai lá, te desafio a traduzir o refrão dela.. lá nos comentários! :D

Isso é algo que todo mundo que está aprendendo uma língua nova costuma fazer para se familiarizar com as pronúncias. Só que eu não me detenho a escutar. Eu costumo aprender a letra da música inteira e procurar pela sua tradução... Então, eu escuto a música, tento entender tuudo o que ela diz e depois vou ver se entendi certinho.


3. Assistir novelas mexicanas...

Eu ando "re-viciada" nessa novela ultimamente. Assisti quando tinha uns 12 anos e
não perdia um episódio. Deixo aqui a cena mais esperada da novela "A Madrasta".
Nessa novela, eles não falam tão rápido!


Não me julguem! "A usurpadora" foi a paixão da vida noveleira de muita gente. Mas claro, não adianta assistir dublada. Eu assisto sem dublagem e sem legenda. Porque é fácil? Sim, porque é fácil. Mas também porque ao longo dos 7 anos durante os quais tive contato com o espanhol, me adaptei com a velocidade com a qual eles falam e consigo entender 90% de tudo o que dizem. E como eu disse antes, isso não quer dizer exatamente que eu saiba reproduzir.


4. Ler em espanhol...



Eu vou confessar que acho muito muito chatinho ler livros e textos em espanhol. Mas é necessário... Certa vez tentei ler um romance beeem antigo chamado "Doña Bárbara", cuja história me encanta, mas fui parada pela minha ignorância. Não consegui entender quase nenhuma frase direito, porque a linguagem era rebuscada demais, palavras utilizadas no início do século XX...


5. Visitar sites com "aulas" de espanhol...

Essa era uma das novidades que tinha pra falar dos e-mails que recebi. O CsF disponibilizou gratuitamente 3 meses de aula online no Instituto Cervantes. Eu já comecei as aulas, mas, por enquanto, elas andam fraquinhas. Sites com material grátis e muito bons também são: livemocha (realmente maravilhoso; você pode aprender diversas línguas lá e interagir com outras pessoas) e o buusu.


6. Pensar em espanhol...

Parece loucura mas é muito eficiente. Quando você tenta pensar na língua, acaba descobrindo as palavras em português que você não sabe falar naquela língua e isso te deixa ciente sobre o que você deve estudar.


7. Conversar com alguém que tenha a língua como idioma nativo...


Eu mesma consigo encontrar os erros que cometi no pouco que falei na
conversa acima. Agora tô com vergonha de errar tanta besteira. 
(Besitos tronados para ti, Carmen!)  Quem consegue identificar?


Isso pode ser um pouco mais difícil para alguns. Eu tenho alguns amigos do México, da Argentina e etc com os quais eu falo, por internet, constantemente. E isso ajuda bastante. Eles podem te corrigir sempre que você errar algo e você pode aprender sobre a gramática vendo o que eles escrevem pra você no bate-papo.


Esse post ficou imenso e, por isso, termino ele aqui... Espero que as dicas possam ajudar alguém. E lembrem-se, claro, de que nada substitui um bom livro de espanhol. Devore seus livros do ensino médio e isso vai facilitar pra você em 50%... E dependendo de para onde você vai, não se esqueça de que cada país tem suas peculiaridades linguísticas, mesmo falando o mesmo idioma. Espero não ter problemas na Espanha por causa do meu espanhol mexicano! rsrs

Até breve...

Ps.: Coloquei na pesquisa do we heart it "spanish book" e me aparece um livro escrito em português! rsrsrs Tenho que anotar isso na minha lista de "Coisas para ensinar sobre o Brasil". Poxa, nós falamos português, caramba!

6 comentários:

  1. Shame on me! Preciso estudar algum idioma. Nunca ia conseguir assistir um seriado em inglês e entender 99%. O blog tá lindo. Li os outros posts e achei engraçado tu falando do visto "e pronto! Simples assim..." hauhauhaha

    ResponderExcluir
  2. Olha sóó, alguém está lendo o que escrevo!!!!! Rsrsrs Olha, em inglês se eu consegui entender 50% entendo muito! Apesar de eu gostar mais de inglês, sei muito mais espanhol pelos motivos que a gente já sabe! rsrs
    E sobre o visto, é que realmente foi muuuito tranquilo. A Iara era uma graça, ela emprestou uma caneta que era uma máscara com dentes afiados e aquilo machucava! rsrsrs Sentamos todos num sofá com cadeiras na frente pra organizar os documentos e foi tudo muito "de boa"...
    Keep reading my next posts... This week my 1st exchange video must be uploaded in youtube!

    Ps.: Falei contigo como se tu fosse uma leitora desconhecida, né?! Temos que marcar alguma coisa antes de eu viajar!

    ResponderExcluir
  3. Ebaaa, quero ver o vídeo ahuahuahuha

    ResponderExcluir
  4. Eu lendo as besteiras que escrevo... 99% foi demais! kkkk, mas uns 90% rola! E depois fiquei com vergonha de ter colocado a imagem do bate-papo pq tem coisas muito idiotas, que eu sei como se escrevem corretamente, mas que acabei escrevendo errado! Shame on me!

    ResponderExcluir
  5. Flávia, uma dúvida: vc conhece algum brasileiro que foi pelo CsF pra espanha e não sabe nada de espanhol? A pessoa se vira razoavelmente ou só leva pau?
    Pensei em tentar a espanha em um edital que vai sair agora, mas não sei espanhol e, pelas dificuldades da língua, tenho medo de tentar e não dar muito certo.
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafaella! Desculpa a demora em responder. Não tinha visto seu comentário antes. Então, sim... Eu conheço pessoas que vieram para cá sem saber nada de espanhol e não, eles não estão só levando pau. Bem, ao vir para a Espanha, o que você tem que ter em mente é que pode cair em uma região do país que fala catalão, galego ou qualquer outra "língua" que eles também fala por aqui. Eu, por exemplo, estudo numa universidade onde grande parte dos professores dá aulas em catalão, porque é a língua nativa deles aqui onde moro, além do castellano, claro. Os professores do meu curso, entretanto, todos dão aulas em castellano. Alguns fazem isso só porque sabem que eu sou intercambista e não entenderia nada do catalão. Professores de outros cursos, entretanto, podem não ser tão generosos. Alguns amigos meus aqui assistem aulas em catalão.
      O espanhol é bem fácil de pegar o ritmo. Principalmente pra entender as pessoas, falar é outra coisa. Fazem mais de dois meses que estou aqui e ainda travo e morro de vergonha na hora de falar com alguém em castellano.
      Quando você chega na sua universidade aqui, eles provavelmente disporão de um curso de castellano pra você, principalmente se for uma universidade que já recebe intercambistas há muito tempo... E isso ajuda bastante. Entretanto, eu acredito que para a próxima chamada, que já saiu, até, será exigido um exame de proeficiência. Se você der uma corridinha, você consegue fazer um intensivão de castellano, fazer o exame e passar.
      Muito boa sorte e me deixe saber se deu certo pra você.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...